A base aliada para campanha política é um elemento imprescindível para candidatos a cargos do legislativo ou do poder executivo. Independentemente do que está em disputa, nenhum futuro parlamentar, presidente, prefeito ou governador, pode abrir mão de um pool de apoiadores.

Embora a base aliada seja compreendida como um grupo político de apoio dentro do exercício de um mandato, na verdade, ela se constitui de todos os parceiros que podem levar a candidatura à vitória.

Saber como formar uma base que o levará ao sucesso é o primeiro passo rumo à Assembleia Legislativa, ou para alçar voos ainda maiores. Confira as dicas que preparamos para você, candidato, que já está de olho nas próximas eleições.

O papel da equipe de campanha

Antes de começar a trabalhar nas diversas frentes para a conquista de votos, o candidato precisa formar uma equipe que o apoie. Um comitê de campanha bem estruturado, em que todos conhecem suas funções e como executá-las é certamente um diferencial.

No contexto de uma campanha eleitoral, destacamos três personagens principais, embora existam outros, cada um com sua importância:

  • coordenadores de campanha: figura central que tem como ocupação coordenar os profissionais que integram a equipe, colaborando para que atuem em sinergia e delegando funções;
  • cabos eleitorais: são os “promotores” do candidato. Cabe a eles distribuir santinhos, mostrar apoio nas redes sociais, participar de passeatas, manifestações e bandeiraços, sempre evidenciando seu apoio irrestrito e convidando outras pessoas a se juntarem à chapa;
  • militância: embora “militante” por definição seja todo apoiador informal e não remunerado, pode receber algum tipo de ajuda material em troca de seu apoio. Cabe a esse importante personagem abordar pessoas e divulgar as propostas do candidato, seu plano de governo, etc.

​Esclarecido este ponto, destacamos alguns dos fatores que levam ao sucesso os seguintes aspectos:

1. Cultivar o networking

Formada a equipe de campanha, um outro grupo de pessoas fundamental para garantir a vitória é o que compõe o networking do candidato. No mundo corporativo, a importância desse fator já é bem conhecida.

São pessoas escolhidas para manter uma relação de colaboração mútua, e que, portanto, devem ter algum raio de influência nos locais onde moram, trabalham ou estudam.

Embora possa ser um grupo difuso e nem sempre identificável, é altamente recomendável que todas as pessoas que possam ajudar sejam mapeadas e cadastradas.

Assim, é possível o comitê de campanha ou o próprio candidato trabalhar antecipadamente na construção de um bom relacionamento.

2. Ter cuidado ao lidar com tensões

Durante o processo eleitoral, é gratificante ver o apoio recebido, mas ele vem acompanhado de momentos de grande tensão. Haverá, inevitavelmente, algum ponto da campanha em que a oposição fará enfrentamentos, algumas das vezes até apelando para agressões verbais.

A regra de ouro é: jamais, sob hipótese alguma, revidar ataques. Todas as dissensões e divergências devem ser tratadas pelo viés republicano, ou seja, situação e oposição têm o mesmo direito de expressar livremente — e com respeito — suas opiniões.

3. Entender os problemas da população

Manter um bom relacionamento com o eleitor significa, antes de mais nada, compreender que ele defende interesses seus e da sua comunidade. Portanto, a postura do candidato deve ser, sempre, a de um conciliador e de alguém que está ali para somar.

Não menos importante, todos merecem ser ouvidos, desde o mais humilde dos membros de uma comunidade até os líderes mais destacados.

4. Utilizar a internet e plataformas online de gestão

Campanhas políticas bem sucedidas usam, invariavelmente, a internet para captar eleitores e conquistar votos. Portanto, estar presente nas redes sociais e contar com um site institucional são as formas de se fazer visível pela internet.

Paralelamente às ações visando montar uma base aliada para a campanha política, é igualmente recomendável utilizar um suíte de gerenciamento político. Com organização, o esforço é reduzido e as chances de vencer aumentam consideravelmente.

Ficou interessado no tema e agora quer se aprofundar no assunto? Temos uma sugestão de leitura para você, um artigo completo sobre como definir uma estratégia de campanha eleitoral. Nos vemos por lá!


eBook sobre campanha eleitoral

Comentários desabilitados.