santinho político

Mesmo em tempos de internet e tecnologia, o santinho político não perde a força. Com ótimo custo-benefício, o material é capaz de atingir um grande número de pessoas.

Ele é ainda mais importante para os candidatos aos cargos de vereador e deputado, já que os números que o eleitor precisa gravar são maiores. Entretanto, para que o santinho seja efetivo, é preciso tomar alguns cuidados na hora de confeccioná-lo.

Pensando nisso, separamos as principais dicas para você fazer um panfleto político de sucesso. Acompanhe conosco!

1. Mantenha um padrão visual

Antes de mais nada, é importante que você saiba que todos os materiais de uma campanha (incluindo os da internet) devem seguir um padrão visual. Dessa forma, a imagem do candidato (e suas ideias) fixam-se mais facilmente na mente do eleitor.

Por isso, sempre que possível, defina as cores, as fontes e o tom do discurso a ser utilizado nos materiais gráficos e onlines ainda na etapa do planejamento de campanha.

2. Tenha atenção especial às cores

Ao confeccionar o santinho, não se limite às cores do seu partido político. Escolha tons suaves, que combinem entre si e que transmitam a sensação que você quer passar.

O branco, por exemplo, remete a sinceridade, calma, inocência e paz. Nesse contexto, é importante estudar sobre a psicologia das cores a fim de definir a que mais combina com o seu discurso. Ah, lembre-se de sempre levar em consideração o perfil do seu público!

3. Não exagere na quantidade de informações

Por mais que o seu desejo seja colocar o máximo de informações possíveis no santinho, não faça isso! Além de não transmitir a mensagem principal de forma eficiente, um material com muitos elementos tende a passar uma imagem de desorganização e amadorismo. Dessa forma, invista em uma diagramação clean, limpa e organizada.

4. Aposte em frases criativas

Ao escolher uma frase para o seu santinho, tente resumir o objetivo de sua campanha de forma criativa e sucinta. Se você está focando o discurso na honestidade, por exemplo, expressões como “vote limpo” (em alusão à Ficha Limpa) pode ser boas opções.

Fuja de frases muito comuns, como “por um Brasil melhor” ou “vote consciente” e tente encontrar algo chamativo e provocativo, que remeta ao foco de sua campanha eleitoral.

5. Utilize fontes coerentes

Assim como as cores, as fontes podem transmitir uma imagem inapropriada se forem utilizadas de forma incorreta. Letras de tamanhos, tipos e tons diferentes podem tirar a credibilidade do candidato. Por isso, eleja uma ou duas fontes que facilitem a leitura por parte do eleitor e que estejam em harmonia com os demais elementos do panfleto.

6. Capriche nas imagens

Não há nada pior do que um panfleto com imagens com má resolução. Além de não transmitir credibilidade, isso pode afetar a percepção que o eleitor tem de você. Portanto, invista em boas fotografias — de preferência feitas em estúdio. Lembre-se de que, muitas vezes, a foto é a única forma das pessoas te conhecerem. Por isso, capriche!

Além dessas dicas, não se esqueça de deixar o seu número eleitoral em evidência e nem de fazer uma boa pesquisa sobre o seu eleitor. Tenha em mente que uma campanha política inicia muito antes do pleito. Sendo assim, comece a trabalhar já!

Agora que você já sabe fazer um santinho político de sucesso, aprenda a caprichar nas fotografias de sua campanha!


O-guia-básico-de-divulgação-para-candidatos-políticos-banner-horizontal (santinho político)

Comentários desabilitados.