marketing político e pessoal

O marketing político é a peça fundamental de qualquer processo eleitoral. Por meio dele, podemos conhecer o público-alvo do candidato a fim de traçar estratégias direcionadas e assertivas. É preciso, dentre outras coisas, estabelecer qual será a linguagem adotada pelo parlamentar, como ele se vestirá, quais serão os temas centrais da campanha etc.

Mas, afinal, como construir uma imagem eficiente? Neste post, você vai descobrir a resposta dessa pergunta e conferir várias dicas para cativar o eleitorado. Vamos lá?

Qual a diferença entre marketing político e pessoal?

O marketing pessoal é um conjunto de estratégias, coerentes e planejadas, que têm o objetivo de promover determinada pessoa. O intuito é “vender” uma imagem. Na maioria dos casos, o indivíduo que investe nessas ações quer se tornar referência em algo.

O marketing político, por sua vez, segue essa mesma lógica. Entretanto, aqui o propósito é construir uma imagem forte do candidato para que ele consiga cativar os eleitores.

É importante salientar que marketing político e o eleitoral são duas coisas diferentes. Enquanto o objetivo do primeiro é promover o candidato a longo prazo, o segundo tem estratégias voltadas apenas para a campanha (criação de sloganjingle etc.).

Qual a importância do marketing para a construção da imagem do candidato?

Quando o objetivo é construir a imagem do candidato, o marketing político e o pessoal devem andar juntos. Afinal, a pessoa que está concorrendo ao pleito precisa transmitir a sensação de que ela é humana, que tem problemas e anseios iguais a qualquer um.

Não é à toa que, geralmente, o primeiro programa eleitoral da TV fala da vida pessoal do candidato. Nele, as histórias de vida e a trajetória política do indivíduo ganham destaque. Também é comum vermos depoimentos de familiares, fotografias, flashbacks e outros.

Dessa forma, podemos concluir que a exposição da vida íntima do candidato — assim como o apelo afetivo que está por trás disso — é o primeiro passo para a construção de sua imagem. Isso só é possível, no entanto, graças às ações de marketing político.

A seguir, entenda as estratégias que estão por trás da criação de um perfil de sucesso!

Avaliação da atual conjuntura política

A avaliação do atual momento político é uma etapa crucial do processo de construção da imagem do candidato. Por meio de pesquisas, é preciso descobrir quais são as demandas e desejos da sociedade em um determinado momento. Quando o Fernando Collor foi eleito, por exemplo, o país desejava um herói que acabasse com a corrupção.

Orientado por profissionais de marketing, Collor se intitulou de “caçador de marajás” — ele prometia eliminar os políticos corruptos do país. Antes mesmo da campanha, ele transmitia a imagem de uma pessoa honesta, preocupada com o futuro da nação.

Levantamento do público-alvo (eleitor em potencial)

Descobrir quem é o público-alvo do candidato também é crucial para a construção de uma imagem adequada e eficiente. Para isso, é necessário fazer pesquisas e definir algumas características (faixa etária, região, classe social etc.) do eleitor em potencial.

Feito isso, será possível traçar algumas estratégias políticas, como:

Aparência do candidato

Após descobrir quem é o eleitor em potencial, é importante fazer algumas perguntas a fim de definir como o candidato se portará em público. Veja alguns exemplos:

  • qual a faixa etária do meu eleitor?
  • ele costuma se identificar com políticos populares, tradicionais, jovens?
  • para o meu público, o melhor é usar terno ou roupas mais informais?

Temas abordados

As bandeiras levantadas pelo político também devem ser condizentes com o seu público-alvo. Um candidato que tem muitos eleitores no meio acadêmico, por exemplo, deverá ser reconhecido por lutar pela educação. Os principais temas abordados antes e durante a campanha, portanto, devem ser definidos a partir das principais queixas da população.

Utilização das redes sociais e plano de governo

O candidato é conhecido por andar com um megafone na praça ou por ter uma presença forte na internet? A forma como ele propaga as suas principais propostas de campanha (plano de governo) também faz parte da construção de sua imagem. Assim, as mídias devem ser escolhidas com cuidado, levando em consideração onde o público está.

Como construir uma imagem que cative o eleitor?

Como pudemos ver, a construção de uma imagem efetiva requer um certo conhecimento do perfil do eleitorado. Entretanto, existem algumas dicas capazes de ajudar qualquer político a cativar o público (seja ele qual for). Quer saber quais são? Então, acompanhe:

Comunicação interpessoal

Dependendo de como a pessoa fala, ela pode se destacar ou perder a credibilidade. É preciso, portanto, tentar melhorar a comunicação interpessoal continuamente. Nesse sentido, é preciso expressar-se com clareza, ter um bom papo e usar bem o português.

Isso não quer dizer, contudo, que a linguagem deve ser rebuscada — pelo contrário! O ideal é que todas as pessoas (de qualquer escolaridade) consigam te entender.

Postura profissional

Não há nada pior do que um candidato que trata com deboche um assunto sério. Desse modo, o político que deseja cativar o eleitor deve assumir uma postura profissional. Assim, o ideal é que ele seja descontraído somente quando a situação for apropriada.

Habilidade de ouvir

Ninguém gosta de candidatos que só sabem falar de si mesmos. Por isso, desenvolva a habilidade de ouvir o eleitor, colocando-se no lugar dele e entendendo as suas queixas.

Aparência profissional

Por mais que o seu eleitor permita a adoção de uma vestimenta mais informal, isso não quer dizer que você precisa ser desleixado, certo? Ao comparecer a lugares públicos, tenha cuidado com a aparência e tente transmitir uma imagem profissional.

Naturalidade

Existem muitos políticos que falam uns iguais aos outros. O problema é que o eleitor percebe quando uma fala é forçada ou ensaiada. Nesses casos, além do discurso perder a credibilidade, você pode transmitir uma imagem de desonestidade e insinceridade.

Portanto, tente ser o mais natural possível. Para isso, invista em cursos de marketing político, veja vídeos de diferentes candidatos na internet e encontre o seu jeito de falar.

Se você gostou do nosso artigo, veja como montar uma campanha de sucesso em cinco passos e aprimore os seus conhecimentos!


O-guia-básico-de-divulgação-para-candidatos-políticos-banner-horizontal (santinho político)

Deixe seu comentário
Comentários desabilitados.