como montar uma equipe para campanha eleitoral

Uma boa disputa política não é feita apenas de bons candidatos, mas também de um grupo que seja capaz de estruturar toda a trajetória do político, bem como as suas ações diante dos eleitores. Mas como montar uma equipe para campanha eleitoral de sucesso?

Essa é uma pergunta feita por vários políticos. Afinal, todos querem vencer a eleição e ganha aquele que se diferencia dos demais, o que demanda uma estratégia de uma equipe alinhada.

A seguir daremos algumas dicas do que fazer para conquistar um bom grupo para a sua campanha. Se você se interessa por este assunto, continue a leitura e confira nosso post!

Qual importância do planejamento na construção de uma campanha eleitoral?

Bons resultados não surgem sem um planejamento prévio. O bom político sabe que é necessário a afiliação a um partido, a fim de construir uma base forte. Quanto maior e mais estruturada for a rede de apoio, maiores as chances de a população aderir à campanha, o que consequentemente eleva o número de votos.

A partir disso, o candidato precisa fortalecer o seu contato com eleitores suscetíveis a apoiá-lo. A fase de pré-candidatura merece uma atenção especial, pois é nesse momento que o político se lançará e ele precisa escolher os canais certos (desde redes sociais até propaganda boca a boca) para conquistar defensores. Aqui podemos incluir a participação em eventos com causas importantes na pauta do político, como lazer, meio ambiente, infraestrutura etc.

As fases seguintes serão de consolidação da imagem, estabelecimento de estratégias para vitória, determinação de orçamento para a campanha, entre outras atividades. Por isso, é tão importante o planejamento, pois além de ajudá-lo a não se perder, ele fará com que as ações corretas sejam implementadas.

As ações não podem ser feitas de maneira indiscriminada e sem bom senso, afinal, o que é prometido em campanha deve ser cumprido. É isso que torna o conhecimento sobre como montar uma equipe para campanha eleitoral tão importante.

Como montar uma equipe para campanha eleitoral?

As peças-chave de uma campanha eleitoral de sucesso são as pessoas por trás dela. Sendo assim, antes de montar a equipe, leve em consideração as habilidades profissionais de cada um dos profissionais que o auxiliarão nessa fase, pois quanto mais multidisciplinar o grupo, melhor. Afinal, é preciso atuar em frentes distintas e só a união de perfis diferentes, mas complementares, é que tornará a ação um sucesso!

Escolha um bom coordenador geral

O coordenador geral da campanha precisa ser uma pessoa de inteira confiança do candidato, já que ele será o braço direito do político. A pessoa ideal para ocupar esse cargo precisa ter uma visão holística da sociedade e também do mundo político.

Além disso, ela deve ser capaz de antecipar conflitos, bem como os problemas que podem surgir pelo caminho e também conquistas, tendo uma noção geral de todas as áreas que envolvem uma equipe política. Características, como forte espírito de liderança, organização, bom relacionamento interpessoal e conhecimento sobre política municipal, estadual e federal, são imprescindíveis.

Entre as responsabilidades desse profissional estão o planejamento das estratégias de campanha, organização de cronogramas e definição de metas a serem repassadas às outras áreas. Enfim, a tarefa dele é unir esforços para que tudo funcione, aproximando mais o candidato do sucesso eleitoral.

Dê atenção ao marketing e à comunicação

Essa dica serve especialmente para montar aquele grupo primordial da campanha eleitoral que será encarregado de desenvolver todas as estratégias de comunicação e marketing. Essa é uma das áreas mais importantes do processo, por isso, é necessário escolher uma equipe com experiência no assunto.

Além de criativa, ela precisa saber como traduzir as ideias e transformá-las em ações diferenciadas. É fundamental que o grupo tenha um perfil analítico e estratégico, afinal, as tarefas que ficarão sob a sua responsabilidade exigem isso.

Entre as tarefas dos profissionais de marketing e comunicação estão a análise de pesquisas eleitorais, criação de conteúdo para a campanha, adaptação da linguagem do discurso de acordo com o público eleitor, criação de ações comunicacionais (desde folders até slogans), manutenção dos canais de comunicação, criação de estratégias de aproximação do eleitor etc.

Tenha aporte jurídico

Existem regras nas campanhas eleitorais que precisam ser seguidas à risca pelos candidatos, correndo até o risco da impugnação da candidatura caso elas não sejam cumpridas. Problemas legais podem surgir tanto antes quanto depois das eleições e é melhor estar preparado, visto que outros candidatos podem utilizar isso contra você.

Isso faz com que seja necessária a inserção de uma assessoria jurídica na equipe. Essa assessoria precisa estar atualizada quanto às regras da Justiça Eleitoral, já que elas podem ser mudadas por meio de reformas. Além disso, é de suma importância que ela tenha um olhar bastante detalhista e burocrático para não deixar nada inconstitucional passar e prejudicar o candidato.

Ela será responsável por atualizar toda a equipe quanto às regras que regem a disputa eleitoral, auxiliando, assim, para que o grupo possa desenvolver as ações estratégicas segundo a legislação. Além disso, ela deve representar o candidato, principalmente, se polêmicas jurídicas surgirem.

Defina os responsáveis pelas finanças da campanha

Um dos maiores desafios de uma campanha eleitoral é a correta alocação dos recursos. Afinal, toda e qualquer ação depende diretamente de financiamento que pode advir do próprio partido, recursos próprios ou arrecadação coletiva.

Os responsáveis financeiros precisam ser criativos e bons gestores de recursos. Isso porque as novas leis eleitorais dificultaram o trabalho do setor, proibindo recursos vindos de empresas e delimitando um teto de gastos, exigindo jogo de cintura para fazer mais ações com menos dinheiro.

Entre as responsabilidades do financeiro estão a divisão dos recursos entre as ações, a arrecadação de diferentes fontes, prestação de contas da campanha, entre outras tarefas.

Não se esqueça dos cabos eleitorais

A militância tem um papel crucial na eleição de um candidato. Dito isso, é possível entender o porquê a equipe deve contar com cabos eleitorais. Apesar de atuarem por aproximadamente 3 meses na campanha, o trabalho deles é uma ponte entre o político e seus eleitores.

Entre as principais características dos bons cabos eleitorais estão a sua liderança e a influência no grupo do qual fazer parte. Por exemplo, líderes comunitários costumam influenciar o eleitorado em favor do candidato.

As tarefas deles incluem distribuição de panfletos, realização de passeatas, bandeiraços etc. Vale lembrar que existe uma legislação específica para contratação de cabos eleitorais, que deve ser observada pela assessoria jurídica.

Saber como montar uma equipe para campanha eleitoral pode definir o sucesso na eleição de um político. Por isso, é essencial escolher com cuidado as pessoas que farão parte do grupo para que ele agregue ainda mais valor à candidatura.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto ou quer relatar as suas experiências anteriores com campanhas políticas? Deixe o seu comentário e compartilhe com a gente!


ebook campanha eleitoral banner lateral

Deixe seu comentário
Comentários desabilitados.