Pergunte para qualquer candidata a Miss Brasil quais os seus sonhos e ela responderá: “a paz mundial”. Este discurso “vazio” também permeia a comunicação no meio político. O eleitor está muito menos interessado em um candidato que diz que vai “mudar o Brasil” do que em um candidato que procura oferecer soluções para problemas que o afetam pessoalmente. Aí é que está o valor da utilização de um banco de dados segmentado.

O banco de dados de um político é o seu maior atributo. É através do banco de dados que é possível alcançar o eleitor e ser visto por ele. Mais do que isso, é através do banco de dados que o político pode criar um relacionamento duradouro com seu público.

É comum vermos políticos e candidatos que não dão bola para seu banco de dados. Durante o mandato (ou no período pré-eleitoral) ele não trabalha na criação de uma rede de contatos, eleitores e lideranças. Logo, a solução sempre acaba sendo a compra de um banco de dados.

Esta “solução”, além de ser caríssima, dá um retorno muito baixo e é extremamente ineficiente. Além disso, o político ainda corre o risco de alienar os eleitores que tinham uma boa imagem dele.

O que significa então, qualificar seu banco de dados?

Imaginemos um candidato qualquer que tenha um banco de dados atualizado com números de telefone celular dos eleitores. Durante a eleição ele vai contratar um serviço de envio de SMS, importar/exportar suas planilhas e enviar a mesma mensagem para todo o seu cadastro. Apesar de ter um bom banco, nosso candidato estará gastando dinheiro de forma ineficiente e não estará atingindo seus objetivos.

É fundamental que um bom banco de dados seja utilizado de maneira segmentada e inteligente. Imaginemos que este mesmo político utilize o SGP. Através do sistema ele programa o envio de SMS para grupos específicos dentro de seu cadastro, tornando sua comunicação mais pessoal e principalmente mais eficiente. Um eleitor que já vota em você não deve receber a mesma mensagem que um indeciso, ou ainda um que declara ter outro partido.

Ter um banco de dados com as datas de aniversário dos eleitores é muito bom, melhor ainda é poder mandar uma mensagem de parabéns diferenciada dependendo do grupo social, sexo, filiação partidária, profissão etc. É preciso fazer o eleitor se importar com o seu relacionamento e para isso é necessário que esta comunicação tenha um aspecto pessoal.

Com o SGP você não apenas trabalha para qualificar seu banco de dados, como também tem a ferramenta ideal para tirar o máximo proveito desse relacionamento conquistado.


Webinar Gestão de Cadastros