Neste ano o processo eleitoral passa a ter algumas mudanças, grande parte é efeito da Reforma Eleitoral de 2015. Agora o modelo de financiamento foi alterado, não há mais doação de pessoa jurídica e o montante gasto durante a campanha foi reduzido, assim como a exposição do candidato por meio da propaganda eleitoral. Temos discutido bastante sobre alternativas a essas mudanças e também como diminuir os gastos da campanha e melhorar a eficiência.

O valor investido numa campanha não garante a eleição. É preciso focar em estratégias mais assertivas. A tendência esse ano é se aproximar ao máximo de seus contatos para compensar a falta de exposição vinda das mudanças na regra de propaganda eleitoral e dessa proximidade deve resultar um maior conhecimento desses possíveis eleitores, contribuindo para a estratégia de campanha.

1. Invista na campanha online

É fácil afirmar que um candidato não existe sem um blog/site. Hoje a internet tem uma presença considerável em nossas vidas, grande parte pelo fenômeno das redes sociais digitais. Estar no ambiente virtual custa pouco, sem dúvida a parte mais custosa é gerar conteúdo de qualidade paras as plataformas usadas. Procure criar um site responsivo, páginas nas redes sociais bem estruturadas e atualizadas constantemente, quanto ao blog/site deve ser bem montado, com informações sobre o candidato, área para contato e com postagens relevantes que chamam atenção e geram tráfego. Se o trabalho for bem feito, esse investimento pode diminuir os gastos da campanha significativamente.

2. Foque em fazer seu banco de dados crescer

Não basta ser um candidato, você precisa ter com quem se relacionar. Construir um banco de dados é trabalhoso, mas vale a pena. Uma estratégia que parece simples pode acabar atrapalhando seus planos numa campanha, a compra de banco de dados. Além de ser proibida, essa prática não garante qualidade das informações repassadas. Para sanar esses problemas invista numa produção de conteúdo focada na atração de eleitores e em um sistema online para guardar e organizar suas informações.

3. Conheça seu público

Quanto mais focada, mais eficiente e menos custosa fica a campanha. Procure segmentar seus contatos para se relacionar de forma efetiva com seus eleitores. Já pensou em separar seus registros entre votos conquistados e a conquistar? No SGP você pode fazer isso. Você também pode segmentar seus contatos por bairro, sexo, tags etc, aumentando a eficiência da comunicação com esses possíveis eleitores. Com o sistema você pode registrar junto ao cadastro da pessoa diversas informações que orientam a campanha, veja nesse post.

4. Converse com o seu público

Depois de ter um banco de dados, conhecer seus contatos vem a parte de se relacionar com seu público. Uma vez que é possível fazer a segmentação de seus contatos, você pode se relacionar de diversas formas: email, carta ou SMS. Cada meio necessita de uma estratégia, você pode entender melhor sobre isso aqui.

Gostou das dicas sobre como diminuir os gastos da campanha eleitoral? Baixe o eBook abaixo e fique ainda mais atualizado!


Banner do eBook sobre campanha eleitoral