Não adianta tentar fugir, cada vez mais as pessoas estão conectadas e com o mundo da política isto não é diferente. Se você tem dificuldade em manter uma comunicação direta com seus eleitores, ou até mesmo engajar essas pessoas na busca por mais votos, que tal investir no email marketing para políticos?

Quando usada de forma correta, esta ferramenta é capaz de trazer inúmeros benefícios para a sua campanha e para a sua imagem, ajudando o seu eleitorado a enxergar o seu trabalho, melhorar o relacionamento e, claro, conquistar uma rede forte de apoiadores.

Quer saber mais? Continue a leitura!

O que é email marketing?

Hoje em dia é difícil alguém que ainda não tenha se deparado com uma campanha de email marketing na sua caixa de entrada, com recebimentos que vão desde promoções de determinadas lojas nas quais você costuma comprar até atualizações dos blogs que você acompanha.

Apesar de ser tão comum no nosso dia a dia, é muito importante ressaltar que email marketing não é spam. No começo de seu uso ele até teve esta função, já que era visto e usado como uma mala direta online.

Porém, com a evolução das ferramentas e as possibilidades de personalização, o email marketing se tornou uma forma eficaz de se comunicar com as pessoas por meio de uma troca direta (e permitida) de mensagens.

É justamente esta permissão que o diferencia do spam, afinal, as pessoas solicitaram por sua comunicação, seja através de um cadastro no site ou por meio de uma landing page, por exemplo.

Por que usar o email marketing é interessante?

A principal vantagem do uso do email marketing é que, diferente das redes sociais, ele garante que a mensagem será entregue ao destinatário.

Isto significa que você poderá se comunicar de forma mais assertiva e direta com seu público-alvo, ao contrário das redes sociais que muitas vezes usam algoritmos para definir o que será mostrado e para quem.

Com uma boa estratégia, você poderá melhorar seu posicionamento perante o eleitorado (incluindo campanhas para públicos específicos), conquistar novos eleitores, ouvir o que pensam e suas principais queixas e conquistar uma rede de apoiadores.

Se você ainda tem dúvidas se o email marketing para políticos é realmente eficiente, pense na campanha de Barack Obama de 2012.

Ela é considerada por muitos como um verdadeiro exemplo do uso do marketing digital em campanhas políticas, sendo que o email marketing teve um papel fundamental para ajudar a engajar os eleitores, arrecadar doações, aumentar a credibilidade e a força do candidato e ainda se conectar com seus simpatizantes.

Como usar o email marketing para políticos?

Nunca compre listas prontas

Este é quase um “mantra” de quem trabalha com email marketing, independente do segmento.

Isto porque as listas prontas são altamente perigosas, fazendo com que a sua mensagem tenha uma possibilidade altíssima de ser considerada spam, afinal, o usuário não solicitou por aquela comunicação.

Se para uma empresa ter mensagens sinalizadas como spam é algo ruim, para um político isto pode ser ainda pior, porque coloca em risco a sua imagem e a sua idoneidade. Em um cenário político tão polarizado como o que estamos vivendo atualmente, correr este risco é altamente desaconselhável.

Por isto, tente trabalhar de forma que as pessoas solicitem pela sua comunicação via email, com as listas de contatos que você já possui e até mesmo com a captação ativa, como as assinaturas de newsletter do seu blog, as landing pages redirecionadas das suas redes sociais ou até os pop-ups do seu site.

Se possível, também trabalhe de forma a segmentar os contatos já neste momento, criando um pequeno formulário com as informações essenciais, como nome, email, bairro (para os vereadores e prefeitos), cidade (para os deputados estaduais), estado (para os deputados federais) e assim por diante.

Defina os objetivos dos seus disparos

O que você pretende conseguir com a sua campanha de email marketing? Embora o objetivo mais comum seja a conversão, você poderá usar esta ferramenta para diversas funções, como:

  • aumentar o número de seguidores nas redes sociais;
  • divulgar informação relevante;
  • colher solicitações importantes dos seus eleitores (reclamações sobre ruas, funcionamento dos postos de saúde, falta de medicamentos etc.);
  • provocar uma conversa ou um debate a fim de sondar a opinião do seu eleitorado sobre um tema relevante;
  • reforçar o nome e a imagem do político na mente das pessoas;
  • criar uma rede de apoiadores e de pessoas engajadas com o seu trabalho;
  • melhorar o relacionamento com seus eleitores, mostrando o que você tem feito.

Como você pode notar, existem inúmeras possibilidades de uso do email marketing no meio político e por isso é essencial que você trace metas e desenvolva suas ações baseadas nestes objetivos.

Pense nos conteúdos enviados

Um bom email marketing é aquele que entrega a informação de forma clara, direta e objetiva, já que muitas pessoas não possuem tempo suficiente para ler mensagens longas e complicadas.

Por isto, se você quer aumentar a sua taxa de abertura, busque entender um pouco mais sobre as pessoas que compõem a sua lista: qual a forma de linguagem que elas usam? Quais os temas que podem interessar mais a estas pessoas?

Se você tiver uma lista muito variada, segmente os seus disparos, modificando o conteúdo enviado e até a linguagem usada.

Não se esqueça de que o conteúdo do seu email deve sempre cumprir a promessa que você faz no título.

Ou seja, se você enviou como título uma pergunta, como “O que podemos fazer para o bairro X?”, o corpo do seu email deverá ter a resposta, caso contrário você poderá passar uma imagem negativa ao seu eleitor.

Cuidado com a formatação

Outro ponto muito importante é a formatação do email marketing, que deve ser fácil de carregar e ser suportada por todos os dispositivos, inclusive via smartphone e rede 3g.

Uma dica é usar sempre HTML na construção dos emails em vez de imagens. Já que muitos provedores tendem a “barrar” as imagens e você poderá correr o risco dos seus eleitores receberem uma tela em branco.

Também aproveite este canal e use links para conteúdos importantes no seu site ou blog, para as suas mídias sociais, ou até para um formulário com indicações de problemas e queixas, por exemplo.

Não se esqueça de sempre indicar um CTA (call-to-action) claro. Se você espera que seu eleitor se cadastre em uma lista, por exemplo, indique esta ação de forma simples e direta no seu email, com botões, texto em destaque e outras medidas.

Monitore os resultados

Existem muitas métricas que você poderá usar, dependendo do seu objetivo, como taxa de abertura, taxa de cliques nos links enviados, taxa de rejeição, taxa de erros etc.

A partir desses resultados, é hora de interpretar corretamente os dados, sempre buscando formas de melhorar o relacionamento digital e o engajamento com seu eleitorado.

Gostou de saber mais sobre o email marketing para políticos? Curta as nossas redes sociais (YoutubeTwitter, LinkedIn e Facebook) e receba sempre dicas interessantes como esta!


Marketing digital para políticos