De acordo com a ABRP – Associação Brasileira de Relações Públicas, essa atividade é “o esforço deliberado, planejado e contínuo para estabelecer e manter a compreensão mútua entre uma instituição pública ou privada e os grupos de pessoas a que esteja, direta ou indiretamente ligada.”

Dentro desse contexto, as relações públicas no marketing político são muito importantes. Um profissional dessa área pode contribuir para que um candidato ou ocupante de uma posição em cargos dos poderes executivo ou legislativo tenha um bom relacionamento com a comunidade que representa.

Para que você entenda melhor o papel do profissional de relações públicas no marketing político, nós reunimos 5 atribuições da categoria que justificam a sua importância nesse segmento. Siga a leitura e confira!

5 atribuições do profissional de relações públicas no marketing político

1. Assessoria nas mídias sociais

Para que você seja reconhecido como político pela população, é extremamente importante que esteja presente em mídias sociais como o Facebook, o Twitter, o Youtube, entre tantas outras.

No entanto, não basta criar páginas nessas redes e não as administrá-las corretamente. Um relações-públicas pode elaborar um planejamento estratégico de conteúdo para as suas mídias sociais, bem como adotar boas práticas para responder comentários e mediar discussões que possam ocorrer nos seus perfis.

2. Cerimonial e protocolo

Os relações-públicas também recebem, em sua formação acadêmica, conhecimentos que permitem a elaboração de cerimônias e protocolos da maneira correta.

A ordem de precedência em discursos de autoridades em eventos públicos, bem como a composição de mesas e posicionamento de bandeiras e símbolos nacionais conforme prevê a legislação podem ser administradas pelo RP, de modo que tudo ocorra de maneira correta, preservando a sua imagem de críticas negativas.

3. Organização de eventos

Além de preparar o cerimonial e o protocolo, o RP também pode trabalhar na organização de eventos como um todo, como assembleias, reuniões com a comunidade, comícios entre outras ocasiões em que um político precisa organizar um evento.

Elaboração de convites, divulgação do evento em mídias digitais e tradicionais, entre outros trabalhos podem ser executados pelo relações-públicas que trabalha no setor de marketing político.

4. Assessoria de imprensa

Uma pessoa pública, vire e mexe, precisa dar declarações na imprensa, até mesmo para justificar à população aquilo que vem sendo feito em seu trabalho. Outra ocasião comum para políticos procurarem a imprensa é para esclarecer determinados posicionamentos ou justificativas para votos para aprovação ou reprovação de leis e outros assuntos que geram polêmica.

Desse modo, o RP também pode contribuir com o político: agendando e organizando coletivas de imprensa, tendo um mailing list sempre atualizado com os veículos de comunicação da localidade em que o político atua, produzindo e enviando releases com informações para os jornais, rádios e portais de notícias, entre outras informações que são de responsabilidade de um assessor de imprensa.

5. Pesquisas de opinião

Quer saber como a população avalia o seu desempenho como político? Ou então mensurar as intenções de votos que você tem para as próximas eleições? Tudo isso pode ser respondido por meio de uma pesquisa de opinião pública. E, o RP também é habilitado para planejar, executar e tabular uma pesquisa, de maneira correta e precisa.

Conseguiu entender qual é o papel do relações-públicas no marketing político? Que tal então assinar a nossa newsletter e receber mais informações relevantes como essa no seu e-mail? Certamente elas serão úteis para você!


Marketing digital para políticos