A política não é exercida apenas nas discussões e nos posicionamentos em votações. O político também precisa estar próximo da comunidade e manter um contato constante com os eleitores para estar alinhado com a vontade de quem o elegeu. Para isso e para as tarefas práticas, o chefe de gabinete é fundamental. 

Além de executar as tarefas técnicas que envolvem o exercício parlamentar, como os lançamentos digitais, ele também é o braço direito do portador do mandato, sendo quem atende e direciona os cidadãos que procuram contato com o político e quem coordena os trabalhos da equipe. 

Funções do chefe de gabinete 

É o chefe de gabinete quem assessora o político eleito e executa as tarefas técnicas que envolvem o exercício da função política. Ele tem que administrar o gabinete no que diz respeito não apenas ao andamento cotidiano das atividades, mas também às respostas à população e ao direcionamento da equipe. 

É uma função que requer muita confiança, pois muitas vezes existem interesses conflitantes entre os requerimentos dos eleitores, sendo preciso que ele tenha autonomia para decidir e falar pelo portador do mandato. É como se dividisse as responsabilidades, tendo importância estratégica para a eficiência do gabinete. 

Importância da função 

Ninguém consegue ser, sozinho, o representante de um número grande de pessoas, manifestando-se pelo voto, ouvindo os anseios da comunidade pela qual foi eleito, visitando constantemente os locais e ainda assim estar informado sobre um sem-número de processos técnicos necessários. 

É fundamental para o político ter a capacidade de delegar e dividir as responsabilidades com sua equipe. Nesse papel, o chefe de gabinete é decisivo. É ele quem faz com que seja possível ao político estar, ainda que não pessoalmente, em mais de um lugar ao mesmo tempo e executar diversas tarefas simultaneamente. 

Habilidades que precisa ter

Para que o gabinete seja eficiente e crie uma boa impressão no eleitorado, é fundamental que o segundo no comando conte com algumas habilidades. Além de características de personalidade e relacionamento, muito importantes, existem conhecimentos técnicos que farão a diferença.

Comunicação

Seja na forma escrita ou falada, o chefe de gabinete precisa ser um bom comunicador. É preciso que ele consiga se expressar com equilíbrio e consciência, pois muitas vezes precisará decepcionar alguns para agradar a outros. Além disso, ele não pode deixar que algum mal-entendido comprometa sua imagem e a do candidato. 

Organização 

O acúmulo de atribuições desse cargo é um desafio para as pessoas que não têm o costume de organizar seu dia com disciplina e regularidade. Sem organização, é impossível ter planejamento ou controle sobre todas as questões em andamento. 

Capacidade administrativa 

O chefe de gabinete é um gestor. Ele deve ter domínio sobre os números e conhecer profundamente as capacidades e necessidades de cada um de seus colaboradores. É ele quem tomará as decisões mais prontamente e determinará o andamento da equipe. Por isso, precisa ser um administrador competente. 

Noções de informática

Praticamente todas as atividades práticas e técnicas que o chefe de gabinete deve exercer são feitas por meios digitais, desde requerimentos parlamentares até a comunicação com os eleitores. Então, é muito importante que ele tenha conhecimentos básicos do funcionamento dos sistemas de computador para que não dependa dos outros o tempo todo. 

Simpatia e cordialidade 

Por fim, chegamos às características de personalidade mais importantes para alguém que pretende ocupar uma função política. Sem as habilidades de simpatia e cordialidade, o chefe de gabinete jamais conseguirá extrair o melhor de sua equipe mantendo a admiração dela e daqueles com quem se encontra no exercício de suas atividades. 

Sistema de gerenciamento e eficiência

Fazer todo esse trabalho sem o auxílio de um sistema de gerenciamento é praticamente impossível. O chefe de gabinete que não conta com a ajuda das ferramentas tecnológicas corretas se vê preso em uma tarefa invencível e não consegue superar o acúmulo de questões a serem resolvidas. 

Esses sistemas reúnem as informações sobre o eleitorado e as processam em uma velocidade incrível. Além disso, eles incluem funcionalidades que agilizam a execução das atividades técnicas e melhoram a fluência e a eficiência da comunicação com o eleitorado.

Capacidade de gestão

Com o auxílio dessa ferramenta, é possível ter um controle muito maior sobre todas as questões que precisam ser resolvidas sem o risco de deixar coisas importantes para trás, perdendo prazos e comprometendo a reputação do político. Com os números sempre disponíveis e as informações à vista, a gestão flui muito melhor. 

Com uma boa gestão, os enganos são muito menos comuns, e a eficiência do gabinete faz com que o político tenha mais tempo para se relacionar com os eleitores e desenvolver projetos que alavancarão sua reputação e, logo, sua carreira política. Com isso, o chefe de gabinete cumpre seu papel da melhor forma possível. 

Vantagem estratégica

A preferência dos eleitores é disputada o tempo todo na carreira política. Por isso, manter o interesse e o respeito deles é indispensável para que o possuidor de um mandato público possa seguir crescendo e conquistando espaço. Aquele que se mostra sempre presente e se manifestando estará, certamente, à frente dos outros. 

Isso só é possível quando o gabinete não está sobrecarregado com as funções práticas, e os colaboradores têm o tempo necessário para elaborar estratégias e buscar informações que manterão o político à frente de seus concorrentes. Com a ajuda de um sistema de gerenciamento, o gabinete avança e não deixa espaço para os concorrentes. 

Por tudo isso, fica claro que o chefe de gabinete é uma figura central no bom andamento do mandato e na manutenção da reputação do político. Sem o trabalho dele, o político jamais conseguirá ter um mandato produtivo e que ao mesmo tempo crie a admiração no eleitorado. 

Se você gostou deste texto e gostaria de saber mais sobre as possibilidades que a informática oferece para o gerenciamento político, baixe o e-book que o ensinará a criar e gerenciar um banco de dados dos eleitores. O uso das ferramentas certas, aliado às suas habilidades, o colocará à frente de todos os outros concorrentes. 

Deixe seu comentário
Comentários desabilitados.