A segmentação do eleitorado é uma prática que a política absorveu do marketing eleitoral e que não se pode abrir mão. A sua importância torna-se mais notável em cidades de médio e grande porte. Um candidato à prefeitura da cidade do Rio de Janeiro, por exemplo, não consegue fazer uma campanha em todas as regiões da cidade.

É importante ter em mente que uma campanha eleitoral objetiva comunicar a mensagem certa para o eleitor certo. A lista de segmentação do eleitorado é uma estratégia totalmente necessária, pois torna a campanha mais barata — já que o custo envolvido na conquista do eleitor pode variar no eleitorado.

Neste post falaremos sobre as 6 principais vantagens de uma lista de segmentação. Acompanhe!

Contato direto com os eleitores

A segmentação de eleitores possibilita adaptar a campanha que você oferece aos seus eleitores para melhor atender às necessidades deles, aumentando a confiança nas suas propostas. Quando eles sentem confiança, fica muito mais fácil conseguir o voto no dia da eleição.

Superficialmente, isso é porque eles foram ajudados quando precisaram, tendo dado a devida atenção que eles anseiam. Porém, é muito mais profundo que isso. A segmentação adequada do eleitor possibilita que você mantenha contato direto com seus eleitores mesmo depois do processo eleitoral.

Você pode realizar pesquisas sobre quais mudanças eles esperam que sejam realizadas onde vivem. Ao segmentar os eleitores em subconjuntos específicos, você consegue ter uma ideia geral de como continuar mantendo esse contato direto e do que mais pode ser oferecido a eles.

Atendimento personalizado

É essencial ter uma comunicação que faça o eleitor se sentir conectado, a fim de conseguir conquistar o eleitor atual. O WhatsApp é um ótimo exemplo de atendimento personalizado, pois o envio de imagem, vídeo, áudio, links e mensagens de texto pode ser um grande aliado na captação de votos.

Haja vista que as pessoas olham bastante o celular ao longo do dia, essa é uma forma bem eficiente de se aproximar deles. Pelo fato de ter uma abordagem mais direta, alcançando o público com precisão, o SMS Marketing é também uma excelente estratégia. Eles são alcançados quase instantaneamente, porque as mensagens chegam em questão de segundos, e o seu feedback também é percebido rapidamente.

Conteúdos via WhatsApp e SMS para uma campanha de marketing eleitoral é uma estratégia muito eficiente e atraente, principalmente por ser financeiramente mais acessível e também possibilitar uma taxa de leitura elevada.

Mensagens enviadas com direcionamento

Uma campanha eleitoral objetiva leva a mensagem certa para o eleitor certo. A segmentação do eleitorado, além de ser uma estratégia necessária, torna a campanha mais barata, já que o custo envolvido na conquista do voto varia dentro do eleitorado.

O objetivo deve ser gerar mensagens direcionadas aos grupos por meio da lista de segmentação, a fim de recrutar eleitores que de outra maneira não se identificariam com o candidato ou para entrar em contato com aqueles que estão de acordo com algum tópico específico, porém não tanto com outras propostas.

Os dados coletados são a informação, e informação significa poder. Dessa forma, saber diferenciar qual é a mensagem de um candidato ou um partido pode se aproximar de um eleitor ou defensor. O mais importante é definir qual tipo de mensagem chegará a cada perfil de eleitor.

Deve-se criar uma mensagem que se adapta perfeitamente ao público-alvo. O objetivo é chegar a todas as pessoas que puder diretamente, expressando suas mesmas emoções e falando a sua língua. É essencial confirmar se essa mensagem está chegando ao público-alvo e da forma que deseja, ou se deve ser alterado.

Construção de uma comunidade

É fato que para conseguir uma força política expressiva é necessário contar com o apoio da sua base de eleitorado. E isso pode ser feito se aproximando mais dos eleitores e fazendo com que eles se sintam como parte de uma verdadeira comunidade. Há alguns anos, esse sentimento de comunhão entre os eleitores era criado com ativismo e militância. Todavia, os tempos mudaram.

Tornou-se muito mais fácil reunir seus eleitores em um só lugar com a popularização das redes sociais. No Facebook ou WhatsApp, tanto o candidato quanto os próprios eleitores podem viabilizar e incentivar debates durante o mandato. É muito benéfica a criação dessas comunidades, pois ele consegue ter um feedback sobre suas ações. Além de ser vantajosa para os eleitores, que se tornam mais engajados na atuação política daquele candidato.

Investimento em conteúdo

Da mesma forma que o marketing pessoal pode operar em conjunto com o político, o marketing de conteúdo também é essencial na construção e geração de valor para o eleitorado. Essa estratégia não deve passar batida, porque o conteúdo pode ser apresentado de várias maneiras, como vídeos eleitorais ou artigos de opinião, por exemplo.

Esse material, produzido com qualidade, torna-se uma arma muito poderosa para educar o seu eleitorado, demonstrando a importância das diversas ações tomadas pelo candidato e dos projetos. Além disso, devido ao uso constante de smartphones e redes sociais, quando um conteúdo agrega de fato valor para os eleitores, ele é compartilhado rapidamente por eles.

Isso acaba popularizando aquela imagem que foi desenvolvida lá no primeiro passo, atingindo uma grande quantidade de pessoas sem muitos esforços. Com isso, esse compartilhamento dos conteúdos também acaba direcionando os eleitores para as comunidades que você criou durante do mandato.

Presença nas redes sociais

As redes sociais são uma das formas mais relevantes de atingir o público-alvo. Já no caso do marketing eleitoral, falamos dos seguidores e eleitores, possibilitando o estreitamento do relacionamento com eles.

Você deve ter notado ao longo deste artigo que diversas estratégias de gerenciamento político estão associadas às redes sociais, suas comunidades e o conteúdo feito para essas plataformas. O compartilhamento de todo esse conteúdo possibilita alcançar o público do candidato, fazendo com que sua mensagem fique totalmente disponível.

O objetivo é gerar um conteúdo que seja divulgado para as pessoas. É muito importante lembrar que deve haver interação e engajamento com o público. O candidato deve estar apto a receber feedback positivo e também negativo, a fim de agradecer os elogios e reverter alguma situação de descontentamento. Quando essas estratégias nas redes sociais são feitas de acordo com o planejado, o resultado certamente é um número maior de votos e maior aprovação popular.

Em síntese, é muito fácil perceber as inúmeras vantagens de uma lista de segmentação no marketing eleitoral. Assim, será possível identificar o eleitor em potencial e saber onde ele se encontra, qual a probabilidade de votar, o que pensa, seus valores e expectativas. Dessa forma ficará mais fácil trabalhá-lo a fim de conquistar sua confiança. Isso ajudará muito na estratégia de comunicação da campanha, que deverá ser direcionada e personalizada.

Agora que você conhece a importância da lista de segmentação no marketing eleitoral, entre em contato conosco e conheça nossos serviços. Basta acessar nossa página!


ebook banco de dados

Deixe seu comentário
Comentários desabilitados.